Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 24 de julho de 2017

O meu corte de cabelo mais radical

No final do mês de abril, depois de dar voltas e voltas à cabeça sobre esse assunto, lá me decidi e livrei-me de um bom tamanho de cabelo. Não tenho ideia de mim com o cabelo tão curto como o tenho agora.
Eu adoro cabelos compridos e com o casamento, deixei o meu crescer o máximo que consegui, de maneira que não o cortava há cerca de um ano e sete meses. E estava enorme! Nunca o tinha tido tão comprido também, estava praticamente na cintura. Mas o meu cabelo é muito seco e com o comprimento não me facilitava a vida nesse assunto, por mais cuidados que tivesse. Além disso, estava um bocado cansada de me ver sempre igual e, apesar de adorar ver-me com o cabelo compridão, estava a precisar de um novo ar.
Assim foi, com o profissional da minha confiança, perguntei: "Achas que dá?" e a resposta foi clara. Cabelo pelo ombro, um ar mais leve e bem diferente do habitual. Levei algum tempo a adaptar-me. Há dias em que quero cortá-lo ainda mais e outros em que tenho saudades dos meus cabelos longos. Continuo a ter uma juba porque o meu cabelo tem jeitos e volume mas é muito mais fácil tratá-lo e não custa tanto usá-lo solto nos dias mais quentes. Foi uma grande mudança mas ainda bem que a fiz, estava a precisar e gostei muito.

ANTES: o meu cabelo estava deste tamanho.

DEPOIS: foi este o corte que levou. Não tem nada a ver com esta cor e tem muito mais caracóis mas é este o tamanho/corte.

2 comentários:

  1. Às vezes precisamos mesmo de uma mudança!

    ResponderEliminar
  2. Sempre achei que cabelo curto é sinónimo de menos anos em cima!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!